Start

Receba em primeira mão, e com prioridade, os conteúdos Android exclusivos do Blog. Você receberá um email de confirmação. Somente depois de confirma-lo é que poderei lhe enviar os conteúdos exclusivos.

Email inválido.
Blog /Livros /Start

Start

Vinícius Thiengo
(1310) (3)
Go-ahead
"É a repetição das afirmações que leva à crença. Quando essa crença vira uma convicção profunda, tudo começa a acontecer."
Muhammad Ali
Kotlin Android
Capa do livro Desenvolvedor Kotlin Android - Bibliotecas para o dia a dia
TítuloDesenvolvedor Kotlin Android - Bibliotecas para o dia a dia
CategoriasAndroid, Kotlin
AutorVinícius Thiengo
Edição
Capítulos19
Páginas1035
Acessar Livro
Treinamento Oficial
Android: Prototipagem Profissional de Aplicativos
CursoAndroid: Prototipagem Profissional de Aplicativos
CategoriaAndroid
InstrutorVinícius Thiengo
NívelTodos os níveis
Vídeo aulas186
PlataformaUdemy
Acessar Curso
Receitas Android
Capa do livro Receitas Para Desenvolvedores Android
TítuloReceitas Para Desenvolvedores Android
CategoriaDesenvolvimento Android
AutorVinícius Thiengo
Edição
Ano2017
Capítulos20
Páginas936
Acessar Livro
Código Limpo
Capa do livro Refatorando Para Programas Limpos
TítuloRefatorando Para Programas Limpos
CategoriaEngenharia de Software
AutorVinícius Thiengo
Edição
Ano2017
Capítulos46
Páginas599
Acessar Livro
Quer aprender a programar para Android? Acesse abaixo o curso gratuito no Blog.
Conteúdo Exclusivo
Receba em primeira mão, e com prioridade, os conteúdos Android exclusivos do Blog.
Email inválido
Capa do livro Start de Jon Acuff
Título
Start
Categoria
Empreendedorismo
Autor(es)
Jon Acuff
Editora
Novo Século
Ano
2013
Edição
Páginas
226

Opa, blz?

Terminei a leitura do livro Start de Jon Acuff e já lhe falo que o comprei porque a capa é show de bola e tinha a frase “Best-seller do The New York Times e Wall Street Journal”, esse texto realmente influenciou na compra. O autor passa no livro o que ocorreu na vida dele como sendo a maneira que o leitor pode mudar o comportamento dele quanto ao alcance de metas. O autor fornece durante o livro um tipo de “script” do que você exatamente deveria fazer, como acordar as 5:30 da manhã e gastar pelo menos 30 minutos em seu projeto, tendo em mente que antes disso você acordava as 6:00 da manhã para começar a se ajeitar para ir ao trabalho, por exemplo. Esse comportamento dos 30 minutos antes o autor cita frequentemente no livro e ele assumi que você já tem toda uma outra rotina de vida, por isso apenas 30 minutos.

O autor divide o conteúdo do livro em o que ele chama de “fases”. A primeira é a "fase do aprendizado” onde você começa a se dedicar em um assunto que lhe interessa e que você acredita que pode sim tirar algo maior disso, por exemplo, escrever um livro. Então o autor mostra algumas maneiras de passar por essa fase de aprendizado sem muita dor de cabeça, no caso, seguindo pessoas que já estão grandes nesse assunto, entrar em contato com comunidades sobre esse assunto… Depois vem a "fase do foco", onde você já passou pelo aprendizado e agora já consegue começar algo maior com aquilo que aprendeu, aqui você se dedica em construir algo que foi o propósito de inicio nessa jornada, escrever um livro, por exemplo. Logo depois vem a "fase do domínio" onde juntando o conhecimento teórico da fase de aprendizado e o conhecimento tácito da fase de foco, você adquiriu um conhecimento avançado sobre o assunto que iniciou, além de ter já construído algo com isso, um livro (em nosso exemplo). E ai vem a parte “boa”, a "fase da colheita", aqui, segundo o autor é onde seu trabalho duro e focado lhe trará retorno, financeiro ou algo que você estivesse esperando depois dessa jornada, porém, acredite, essa não é a última fase, pois ainda há a "fase da orientação", onde você já com conhecimento apurado começa a ensinar outros a obterem o estágio que você obteve, digo ensinar gratuitamente, somente por fazer valer a frase “give something back” (dê algo de volta, de volta para sua comunidade, seu povo, …). Essa é a fase onde você é que é a "autoridade" que os outros que estão apenas iniciando na fase do aprendizado vão passar a segui-lo. Segui-lo no twitter, facebook, … é sério, o autor cita as tecnologias, alias ele solicita ao leitor que comece um blog, até mesmo informa que o blog vai ser o seu melhor currículo caso você esteja buscando um emprego naquela área que o seu blog fala sobre. Alias sobre o blog eu também concordo, não como sendo um currículo, mas como sendo, provavelmente, a fonte mais poderosa de aprendizado, pois de acordo com o conteúdo que abordar, alguns dos seguidores vão fazer colocações, dar dicas que você nem imaginava que existia e que vai fazer um p*ta efeito em seu aprendizado. Por exemplo, algumas vezes aconteceu de algum seguidor do Blog perguntar sobre alguma feature do Android, somente se era possível fazer ou não, como eu não tinha escutado nada sobre antes, a vontade é de falar “Não, não é possível, isso é uma limitação de software”, mas pelo menos algumas pesquisas no Google eu tento antes (mesmo quando não encontro nada busco dizer que “provavelmente não tem”, pois o provavelmente dá ainda a janela de que “possivelmente tem como sim”) e guess what? Na maioria das vezes aquela feature realmente existe, alias tem até library no GitHub para ela, é ai que vem na cabeça “F*ck, quase falei que 'provavelmente não existe’”. Enfim, as fases citadas no livro, são uma espécie de script que devemos aplicar para qualquer nova área / assunto queremos nos aperfeiçoar, independentemente da idade, segundo o autor. 

O começo do livro é muito confuso, agora não sei lhe dizer se foi problema na tradução, pois logo nos primeiros capítulos o autor fala sobre algumas coisas boas que aconteceram na vida dele e que ele não tinha programado, coisas que ele agarrou como uma oportunidade de vida e então conseguiu atingir seus objetivos, ou seja, ele atingiu os objetivos passando por um caminho que ele não tinha planejado, porém em algumas partes ele fala que o entendimento que ele tirou disso é que: trabalhe duro e deixe a vida te levar do jeito que tem de ser, pois ela vai trazer a coisa certa no tempo certo se você continuar trabalhando duro. Basicamente ele diz que planejar não vai adiantar, pois caminhos novos e não previstos vão aparecer e acabar te lavando para um lugar tão bom quanto os planejados no começo da jornada. Puts, essa parte do livro foi bad, quase parei de ler por ali mesmo, minha opinião é totalmente contrária ao que estava escrito naquelas páginas, e lá está escrito de um jeito que tipo “é assim que é e ponto final!”, porém (é ai que entra minha dúvida sobre a tradução do livro) no decorrer do livro o pensamento vai mudando, pois o autor começa a abordar que você tem de se dedicar mais, acordando um pouco mais cedo se isso funcionar para você ou ir dormir um pouco mais tarde, gastar esse tempo mais cedo ou mais tarde em seu projeto. Estipular pequenas vitórias, o que deveria ser feito naquele dia, semana, … e isso em minha opinião é completamente diferente do que estava escrito no começo, somente de ter (mesmo que de forma implícita) o “se programe” o que ele falou no começo do livro cai por terra. E “gracias”, o livro fica bom depois do começo confuso.

Outro ponto interessante é que tem uma série de páginas apenas do autor falando sobre você não ser um babaca quando atingir as metas, começar a fazer coisas de pessoas que acham que são melhores que as outras e ponto. Somente comentei aqui, pois percebi que é uma parte de foco do livro, pois o autor deixa claro para o leitor não ser um babaca, nada mais profundo, alguns exemplos sobre ele ter sido babaca algumas vezes, mas em resumo: não seja um babaca.

No final do livro o autor dá algumas dicas sobre como utilizar as redes sociais a seu favor, que você não deve estar em todas elas e sim nas que você se identificar mais e trazerem mais resultados (ele mesmo cita o Facebook e fala que não tem muito contato por lá). Dá dicas para quem está desempregado, como conseguir um emprego na área que deseja. Voltando as redes sociais, o autor é um pouco radical quanto ao uso delas, mesmo ele sendo um usuário assíduo de Twitter e Pinterest, ele indica que gastemos o menor tempo possível em redes sociais.

Para finalizar, provavelmente essa é aparte mais interessante do livro, o autor fala sobre a frase “não devemos tentar abraçar o mundo”, ou seja, fazer todas as coisas e assim não poder dar foco nas coisas importantes, na verdade ele fala dessa frase em outro caminho: “devemos escolher quem e o que decepcionar”. Isso ele fala em um contexto onde tinha programado uma corrida com os amigos, mas também tinha de escolher entre brincar com as filhas, pois em pouco tempo teria de se ocupar no trabalho. Ele ficou com as filhas e disse não a corrida com os amigos. E depois do exemplo ele entra na discussão de que nós na trajetória de nossas metas vamos ouvir muitos nãos, porém teremos de dar alguns nãos também, esse entendimento do “quem e o que escolher para decepcionar-mos” para mim é a versão mais simples e direta de “não devemos abraçar o mundo”.

 

O livro tem muito mais coisas, incluindo exemplos de histórias da vida do autor, do meio para o final o livro surpreende em comparação com a primeira metade. Vou de quatro estrelas, pois acredito que muita gente parou de ler devido a esse começo muito loco.

Vlw

Receba em primeira mão, e com prioridade, os conteúdos Android exclusivos do Blog.
Email inválido

Relacionado

A Estratégia do Oceano AzulA Estratégia do Oceano AzulLivros
A Startup EnxutaA Startup EnxutaLivros
O Jeito Zuckerberg de Fazer NegóciosO Jeito Zuckerberg de Fazer NegóciosLivros
Geração de ValorGeração de ValorLivros

Compartilhar

Comentários Facebook

Comentários Blog (3)

Para código / script, coloque entre [code] e [/code] para receber marcação especifica.
Forneça seu nome válido.
Forneça seu email válido.
Forneça o comentário.
Enviando, aguarde...
17/07/2015
Parabéns pela forma como você compartilha seus conhecimentos e experiências com a comunidade,  ensinando, incentivando, motivando e inspirando a programar melhor (e agora com esta resenha, a "se"  programar melhor... rs).  Parabéns mesmo,  Vinícius!
Responder
claudinei.arteman (9) (0)
05/06/2015
Lendo esta sua análise vi você, o seu trabalho maravilhoso e super profissional em repassar seus conhecimentos aos demais. Fico muito feliz em ver que você está no caminho certo e cada vez mais confiante em seu sucesso. Forte Abraço parceiro. Claudinei
Responder
Vinícius Thiengo (0) (0)
05/06/2015
Vlw Claudinei, sucesso para ti tb. Abraço
Responder