A Menina do Vale 2

Receba em primeira mão, e com prioridade, os conteúdos Android exclusivos do Blog. Você receberá um email de confirmação. Somente depois de confirma-lo é que poderei lhe enviar os conteúdos exclusivos.

Email inválido.
Blog /Livros /A Menina do Vale 2

A Menina do Vale 2

Vinícius Thiengo
(2188) (2)
Go-ahead
"Uma vez que nós aceitamos nossos limites, nós vamos além deles."
Albert Einstein
Kotlin Android
Capa do livro Desenvolvedor Kotlin Android - Bibliotecas para o dia a dia
TítuloDesenvolvedor Kotlin Android - Bibliotecas para o dia a dia
CategoriasAndroid, Kotlin
AutorVinícius Thiengo
Edição
Capítulos19
Páginas1035
Acessar Livro
Treinamento Oficial
Android: Prototipagem Profissional de Aplicativos
CursoAndroid: Prototipagem Profissional de Aplicativos
CategoriaAndroid
InstrutorVinícius Thiengo
NívelTodos os níveis
Vídeo aulas186
PlataformaUdemy
Acessar Curso
Receitas Android
Capa do livro Receitas Para Desenvolvedores Android
TítuloReceitas Para Desenvolvedores Android
CategoriaDesenvolvimento Android
AutorVinícius Thiengo
Edição
Ano2017
Capítulos20
Páginas936
Acessar Livro
Código Limpo
Capa do livro Refatorando Para Programas Limpos
TítuloRefatorando Para Programas Limpos
CategoriaEngenharia de Software
AutorVinícius Thiengo
Edição
Ano2017
Capítulos46
Páginas599
Acessar Livro
Quer aprender a programar para Android? Acesse abaixo o curso gratuito no Blog.
Conteúdo Exclusivo
Receba em primeira mão, e com prioridade, os conteúdos Android exclusivos do Blog.
Email inválido
Capa do livro A Menina do Vale de Bel Pesce
Título
A Menina do Vale 2
Categoria
Empreendedorismo
Autor(es)
Bel Pesce
Editora
LeYa
Ano
2014
Edição
Páginas
127

Opa, blz?

Terminei a leitura do livro “A Menina do Vale 2” de Bel Pesce, editora Leya. Como no livro um a autora tem o objetivo de passar as experiências dela para estimular ainda mais a veia empreendedora das pessoas. O livro é de leitura fácil e rápida, novamente com apenas uma hora dedicada a leitura é possível lê-lo por completo. Como comentado na resenha anterior do livro “A Menina do Vale” (o um), nesse livro a autora já inicia com algo que compartilho com ela, deixar que os outros descubram seus triunfos, também refletindo parte do que significa a frase: “Trabalhe pesado em silêncio, deixe seus resultados fazerem o barulho” de Frank Ocean. Mas é aquilo, são linhas de pensamentos pessoais seguidos por ela e por mim, linhas que nos deixam com os pés no chão, porém não há nenhuma pesquisa baseada em números (pelo menos que eu conheça) que de certeza de que isso pode ou não fazer de você uma pessoa com mais resultados positivos, mais impacto. Novamente, como em qualquer livro de empreendedorismo, tem capítulos focado somente em lembrar que se deve trabalhar muito, as vezes em condições que você no passado diria ser sub-humanas, foco nos objetivos e cumprir metas, that’s true.

A um capítulo sobre diário, é interessante, a autora indica aos leitores que tenha um diário para anotar ideias, coisas que vem a cabeça relacionadas a metas pessoais e a objetivos de negócio. Essa do diário pode suar meio estranho para alguns se é a primeira vez que ouve algo assim (comigo não foi diferente), mas acredite, mesmo que eu não tenha ainda utilizado isso é verídico, pois já ouvi a mesma ideia de “n” outros empreendedores (em livros principalmente). Sempre indicam que tenhamos um lápis e caderninho de anotações para anotarmos as ideias que vão surgindo. Outro ponto importante do livro é quando a autora fala sobre compartilhar o conhecimento, algo que lembra diretamente o que é o Blog Thiengo Calopsita hoje, porém minha opinião é um pouco mais completa (ou não), que compartilhe o conhecimento agora somente se não for lhe atrapalhar em sua metas atuais, caso contrário recomendo que primeiro chegue a suas metas e depois quando sentir que tem um tempo mais adequado para também compartilhar, please, keep going, share it! Caso contrário acredito que acabamos caindo na máxima de “tentar abraçar o mundo” ou “dizer sim quando deveríamos estar dizendo não”, essa última tem um capítulo completo para ela no livro. Por exemplo, o Blog hoje tem importância em metas de longo prazo que tenho, não apenas uma tentativa de fazer algo e ver se dá algum money no final do mês, porém no começo, com as perguntas, dicas e tudo mais você acaba se sentindo entusiasmado e quer responder a todos no momento que os comentários e perguntas chegam, porém com o passar do tempo seu conhecimento tácito sobre a área que está atuando (em meu caso em ser blogueiro, mesmo esse não sendo o objetivo) começa a crescer e você passa a observar coisas boas e ruins com isso. Em meu caso sempre achei que depois que respondesse as perguntas elas iriam cessar, não viriam com tanta frequência, porém não, isso não é verdade, acabam vindo mais e mais, e isso é muito bom, é um público engajado em seu conteúdo, mas o que acaba acontecendo é que suas metas de longo prazo (curto e médio também) podem seguir trilhas distintas das programadas no começo, em meu caso percebi que eu utilizava mais e mais tempo diário respondendo a perguntas e dicas, logo tive de tomar algumas iniciativas quanto ao tempo que estava alocando para isso, iniciativas que estão dando muito certo, não estou mais respondendo todos os dias, e o público que acompanha o Blog não tem reclamações quanto a nova frequência e está tudo indo sem problemas, ou seja, o compartilhamento de conhecimento (em ambas as vias, pois há seguidores que ajudam corrigindo alguns conteúdos ou ajudando a outros nos comentários) continua, porém sem afetar o objetivo inicial do blog de apoiar as outras metas de longo prazo.

Alias metas de longo prazo devem ser entendidas como metas somente quando você está trabalhando nelas e sabe que o resultado vai vir não de imediato, será algo construído com trabalho e feedbacks, não confunda projeção de começo com meta definida. Projeção de começo seria algo como: “Ano que vem vou iniciar meu projeto de construir uma APP de rede de e-commerce”. Isso não é meta de longo prazo, é uma projeção de iniciar uma meta de longo prazo, pois você não está ainda trabalhando nela. O foco do livro quando falando em longo prazo é na verdade em criar no empreendedor o sentimento de construir algo duradouro (vai ser duradouro se vier corrigindo no caminho de acordo com o feedback do mercado) que tende a levar mais tempo com metas mais longas, ai ao autora cita Jeff Bezos (fundador da Amazon.com) quando diz, resumidamente, que se está pensando em metas de três anos, você tem uma série de concorrentes, porém se está com metas de sete anos esse número diminui muito, pois nem todos os concorrentes pensam assim. Como citado o feedback, a autora comenta sobre a importância desse e o cuidado de ouvir os mais sinceros, pois a bajulação pode ser um problema, evitando correções no negócio quando necessários. Ter a mente aberta, ser faminto em aprender cada vez mais, aprender por meio de exemplos, conhecer seu diferencial, o que você sabe e faz de forma fácil e ainda não se deu conta disso, o que pode delegar pois apesar de saber fazer não é uma habilidade que você tenha por natureza e que não esteja com foco em melhora-la atualmente. Evite fazer e dizer coisas que lhe tiram de suas metas, basicamente que lhe tragam pensamentos negativos, nesse ponto a autora cita algo sobre fofocas, parar de cuidar da vida dos outros, que se resume em perda de tempo em seu Business. Fofoca é algo que pode parecer ofensivo para alguns, mas no livro “Rápido e Devagar” de Daniel Kahneman, segundo as pesquisas dele e de seu parceiro (Amos Tversky) e outras consumidas por eles, o ser humano tende a gostar de fofocas devido a ser algo que põe em mesa os resultados negativos de outras pessoas, que por mais incrível que pareça (troque o “gosta” por “inconscientemente pode se tornar algo comum”) foi apontado nessas pesquisas. Não somente fofoca, mas qualquer coisa que lhe tire do trilho de suas metas é ruim. No livro “Foco” de Daniel Goleman (tudo indicando que os Daniels tendem a ser autores de psicologia) ele tem uma forma de evitar qualquer pensamento ruim, com treino, toda vez que eles vierem, também conhecidos como earworm, mude o pensamento, no exato momento. Segundo o livro no começo não é tão fácil, mas com um tempo fica natural e seu foco fica mais apurado e com mais tempo dedicado.

Mais para o final do livro a autora fala sobre foco na ação, citado também em outros “n” livros de empreendedorismo, parar de ficar sempre lendo mais um livro para poder construir seu negócio, não precisa de ser perfeito para começar algo, mas precisa de se dedicar ao máximo na construção e ter a cabeça aberta para criticas construtivas que vão ajudar a melhorá-lo. E enfim saber que se o negócio é seu, se a iniciativa é sua, os resultados e não resultados são todos responsabilidades suas, sem desculpas, se não deu certo, aprenda com seus erros e saiba o que fazer e o que não fazer na próxima vez, não desistir, assumir a culpa, realizar as mudanças necessárias e continuar.

Bom, o livro é by far melhor que o um, “A menina do vale”, apesar de o um ser muito show de bola. O livro um é mais um incentivo para empreender e ser criativo, não ter medo de arriscar. O livro dois é além do que é o livro um, é também um aviso, “puxão de orelha”, do tipo: “por esse caminho não”, “fique atento para não cair nessa armadilha”. Recomendo a leitura do um e desse também, são pequenos livros e de leitura agradável. Puta incentivo na jornada empreendedora, pois de conteúdo ruim temos a lot, basta entrar nas timelines. Vou de cinco estrelas novamente.

Vlw

Receba em primeira mão, e com prioridade, os conteúdos Android exclusivos do Blog.
Email inválido

Relacionado

PHP Moderno - Novos Recursos e Boas PráticasPHP Moderno - Novos Recursos e Boas PráticasLivros
FocoFocoLivros
Mentes Brilhantes - Como Desenvolver Todo o Potencial do Seu CérebroMentes Brilhantes - Como Desenvolver Todo o Potencial do Seu CérebroLivros
A Menina do ValeA Menina do ValeLivros

Compartilhar

Comentários Facebook

Comentários Blog

Para código / script, coloque entre [code] e [/code] para receber marcação especifica.
Forneça seu nome válido.
Forneça seu email válido.
Forneça o comentário.
Enviando, aguarde...