Foco

Receba em primeira mão, e com prioridade, os conteúdos Android exclusivos do Blog. Você receberá um email de confirmação. Somente depois de confirma-lo é que poderei lhe enviar os conteúdos exclusivos.

Email inválido.
Blog /Livros /Foco

Foco

Vinícius Thiengo24/08/2015
(947) (3) (7) (1)
Go-ahead
"Com tudo o que aconteceu com você, você pode sentir pena de si mesmo ou tratar o que aconteceu como um presente. Tudo é tanto uma oportunidade de crescer ou um obstáculo para parar de crescer. Você tem que escolher."
Wayne W. Dyer
Treinamento Oficial
Android: Prototipagem Profissional de Aplicativos
CursoAndroid: Prototipagem Profissional de Aplicativos
CategoriaAndroid
InstrutorVinícius Thiengo
NívelTodos os níveis
Vídeo aulas+ 144
PlataformaUdemy
Acessar Curso
Receitas Android
Capa do livro Receitas Para Desenvolvedores Android
TítuloReceitas Para Desenvolvedores Android
CategoriaDesenvolvimento Android
AutorVinícius Thiengo
Edição
Ano2017
Capítulos20
Páginas934
Acessar Livro
Código Limpo
Capa do livro Refatorando Para Programas Limpos
TítuloRefatorando Para Programas Limpos
CategoriaEngenharia de Software
AutorVinícius Thiengo
Edição
Ano2017
Capítulos46
Páginas598
Acessar Livro
Conteúdo Exclusivo
Receba em primeira mão, e com prioridade, os conteúdos Android exclusivos do Blog.
Email inválido
Capa do livro Foco de Daniel Goleman
Título
Foco
Categoria
Empreendedorismo
Autor(es)
Daniel Goleman
Editora
Objetiva
Ano
2013
Edição
Páginas
294

Opa, blz?

Terminada a leitura do livro “Foco” de Daniel Goleman, editora Objetiva. Pelo título achei que seria interessante dar um improve no cérebro melhorando a atenção (that’s tough). E realmente o livro é interessante, diferente do livro “O Poder do Hábito” de Charles Duhigg (excepcional livro, leia se ainda não o leu - https://www.thiengo.com.br/o-poder-do-habito), que aborda muito durante o livro o método para criar hábito em qualquer coisa, Foco além de apresentar métodos, o autor fala sobre esses explicitamente poucas vezes no decorrer da leitura, são apresentadas muitas histórias de sucesso quando se unia o proposto pelo livro (o proposto é baseado em pesquisas, são números reais) e de insucesso quando se seguia pelo oposto. E pode acreditar, um dos opostos é se desligar do mundo e dar foco único a determinada meta, segundo o autor, tendo outras pessoas envolvidas nessa meta, você não pode desligar sua empatia, que seria o poder de sentir / entender o lado dos outros. Nesses pontos é que o livro fica ruim para quem não é líder de equipes ou algo do gênero, pois aparentemente o livro não leva em consideração que o leitor não está naquele momento pensando em equipes, na verdade essa não é uma meta.

O autor utiliza muito nome técnico, nomes como neocórtex, amígdala, … e por ai vai. Porém nada que atrapalhe a leitura, é algo que não necessita que o leitor pare e vá ao Google buscar para entender ainda mais o assunto. Com o que falei até agora parece até que o livro não é bom, na verdade tem alguns assuntos abordados que são muito interessantes, por exemplo a autoconsciência, segundo o livro, o simples ato de não comer uma pedaço de bolo, pois acredita-se que ele seja desnecessário no momento e apenas vai lhe dar mais peso (e outros malefícios) é na verdade um baita ato de autoconsciência que pode dizer se você vai ou não alcançar patamares maiores em sua vida, digo, objetivos, metas… Não é achismo do autor, no livro ele apresenta o resultado de uma pesquisa realizada com crianças da Nova Zelândia (se me lembro bem é esse mesmo o país) em que as que conseguiram se conter a uma tentação dada a elas no momento da pesquisa, futuramente se tornaram pessoas mais bem sucedidas (sempre tem as exceções de ambos os lados). Há “n” outras pesquisas citadas no livro.

Para os amantes de games, no livro o autor mostra que (também baseado em dados de pesquisas) os gamers tendem a ter a atenção mais apurada, devido também aos detalhes que o jogador deve ter durante as partidas no game, porém ele perde muito no lado social, que segundo o autor é outra parte muito importante para criarmos um bem estar que permite um foco mais preciso conseguindo enxergar variáveis que vão além de apenas sentar e não olhar para o restante do mundo até determinada tarefa ser finalizada, pois o ato de ajudar algo ou alguém a melhorar nos faz ter um sentimento bom sobre nós mesmos perante aos desafios e consequentemente criamos uma atenção melhorada para superá-los, essa é a empatia, a parte social, a parte que entendemos o lado dos outros. Nesses trechos o autor mostra casos em que o líder empático tinha uma equipe mais eficiente enquanto o não empático, quase sempre o que pensava somente no bolso dele, tendia até mesmo a ser demitido.

Outra parte interesante é o entendimento sistémico das problemáticas que enfrentamos (alguns não são problemas), que seria como ver a situação em um contexto (escopo) mais amplo e algumas vezes no longo prazo, um exemplo é o que ocorreu com a BlackBerry (ou RIM), eles tinham o mercado empresarial de smartphones dominado nos Estados Unidos (provavelmente o maior mercado de smartphones do mundo na época), e defendiam a máxima de que o touch screen nos aparelhos não era uma boa tecnologia devido ao gasto exacerbado da bateria (verdade!), porém não conseguiram enxergar que mesmo com o alto consumo de bateria os usuários preferiam o touch screen, ainda era um custo beneficio mais válido que os mini teclados físicos da BlackBerry, consequência? iPhone tomou, easy, o mercado dominado entes pela BlackBerry. Hoje em dia a BlackBerry não vai tão bem, mas eles podem pensar no lado bom, a Apple já foi quase falida na década de 90, olha ela agora! Outra parte interessante é o “O Mito” das 10 mil horas, não sei se você já leu sobre, mas se tiver 10 mil horas em uma determinada área, você tende a ser especialista nessa área, porém segundo o autor, se você tiver 10 mil horas sem buscar a evolução nessa área, digo, a nível de criar coisas (softwares, métodos, …) novos, você não é especialista, você apenas têm 10 mil horas.

A parte que achei mais intrigante foi quando o autor fala sobre o poder da concentração, literalmente parar e meditar respirando e buscando deixar, mesmo que por alguns minutos, a mente livre de qualquer coisa, segundo o autor em alguns casos com apenas 20 minutos de prática no dia já é possível ter resultados expressivos na concentração, no foco. O autor também da uma dica de autoconsciência que é quando você começar a desviar seus pensamentos para coisas ruins ou fora de suas metas (sério, no livro o autor mostra que a maior parte das pessoas têm esse comportamento, pensar em coisas ruins) você pare e mude, mesmo que isso aconteça seguidamente, é uma forma de exercitar  o cérebro, somente não espere por resultados da noite para o dia, você tem de exercitar. Bom, com uma meta de tirar mais de meu cérebro, recomendo que leia esses tipos de livros, pois as vezes as dicas são simples, porém pouco seguidas e com um poder de evolução surpreendente se aplicada com disciplina. Vou de 4 estrelas, pois mesmo não atrapalhando têm muitos termos técnicos que dependendo do leitor, se for alguém que está apenas começando a leitura de livros, pode acabar parando alegando que o livro é para profissionais de psicologia, quando não. E outro ponto negativo é a frequentemente abordagem assumindo que é um líder de equipes que está lendo. No mais o livro é muito show de bola.

Vlw

Receba em primeira mão, e com prioridade, os conteúdos Android exclusivos do Blog.
Email inválido

Relacionado

Geração de ValorGeração de ValorLivros
StartStartLivros
E-Commerce com PHP e MySQLE-Commerce com PHP e MySQLLivros
PHP Moderno - Novos Recursos e Boas PráticasPHP Moderno - Novos Recursos e Boas PráticasLivros

Compartilhar

Comentários Facebook

Comentários Blog (3)

Para código / script, coloque entre [code] e [/code] para receber marcação especifica.
Forneça seu nome válido.
Forneça seu email válido.
Forneça o comentário.
Enviando, aguarde...
20/09/2015
Olá Thiengo,

Uma boa técnica que conheço para se colocar em prática a atenção plena no momento presente, se chama Mindfulness, um assunto muito popular no Google, recomendado também por Igor Minar, um dos principais desenvolvedores do AngularJS.
Valeu!!!

https://www.javascriptmasters.com.br/ />http://www.mindful.org/
Responder
Vinícius Thiengo (1) (0)
20/09/2015
Vlw Geovani,
Essa dica do Mindfulness é show de bola. Abraço
Responder
25/08/2015
Bacana, Thiengo.  já haviam me falado desse livro mesmo. Vou procurar o outro sobre IE . valeu pela resenha.
Responder